Top 10 – Vídeos do Skank (parte 2)

Segue a segunda parte do nosso top elegendo os dez vídeos mais legais do Skank. Para ver a primeira parte, clique aqui.

 

5 – É Uma Partida de Futebol (1996)

Uma das canções e riff mais conhecidos da banda possui um clipe à altura. “É Uma Partida de Futebol” mostra toda a animação, excitação e ansiedade que toma conta das torcidas frente a um grande clássico, nesse caso, um “Atlético-MG x Cruzeiro”. A banda está no campo e na arquibancada, fazendo parte da expectativa. Um vídeo bastante bem filmado para uma equipe que não rodou todas as cenas dentro do mineirão.

4 – Uma Canção É Pra Isso (2006)

“Uma Canção É Pra Isso” apresentava ao público “Carrossel” (2006), certamente um dos álbuns mais interessantes e underrated da discografia da banda. A canção, uma metalinguagem sobre os efeitos que uma música pode produzir, é apresentada com a banda tocando em um ambiente colorido, enquanto uma história se passa.

3- Noites de Um Verão Qualquer (2008)

O último single do Skank advindo de um álbum de inéditas utiliza uma técnica chamada “slow motion”: Sucessão de uma série de imagens estáticas com o objetivo de dar a impressão de movimento. Em uma folha de caderno, trechos da canção, fotos da banda e desenhos colorem o ambiente, fazendo do vídeo uma agradável sucessão de imagens que prende a atenção e corrobora com o clima de leveza passada pela canção. Um ótimo exemplo de como uma ideia relativamente simples pode fazer bem a sua parte.

2 – Dois Rios (2003)

“Dois Rios” foi o carro-chefe de um dos melhores e mais ousados álbuns do Skank, o excelente “Cosmotron” (2003). O que se destaca aqui também é a simplicidade com que música e vídeo vão se relacionando. O grupo é filmado em um ambiente de pouca luz, sendo intercalados por paisagens e luzes coloridas, o contraste o tempo todo apontado pela canção. Na medida que a canção cresce, a câmera se torna mais nervosa, mais agitada, para depois suavizar as tomadas na medida em que a canção se acalma. “Dois Rios” é um excelente vídeo, e não poderia estar de forma alguma abaixo do segundo lugar.

1 – Mandrake e os Cubanos (1998)

Mandrake e os Cubanos era um dos grandes hits do Skank nos shows que foi dando lugar para os hits mais recentes. O vídeo decide tirar a figura do baterista, figura sempre discreta e jogada lá atrás, para o papel de protagonista do vídeo. Os três membros são apresentados de forma simplista, para logo serem abandonadas pela figura de Haroldo, que domina as câmeras pelo resto do vídeo fazendo caras e bocas e vestindo roupas bizarras, tudo dialogando com o clima festivo da música. Impossível não rir.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s