Titãs em Brasília – 01/06/12

*Como não foi possível tirar fotos ao longo do show, as fotos ao longo desse post foram retiradas do Facebook da banda

Às 23:45 do dia 1 de junho de 2012, as luzes se apagaram, e um Marina Hall tomado de gente eufórica de expectativa se preparou no breu para o espetáculo cujo início era anunciado. As caixas de som espalhavam pelo ambiente uma melodia tribal, entrecortadas por jatos de luzes que se espalhavam pelo recinto. Atrás no palco, uma enorme reprodução de um esboço de Leonardo da Vinci, uma espécie de criatura desforme com um crânio avantajado.  Às 23:52, cinco sombras ocupam o palco, e a melodia tribal dá lugar a uma linha de sintetizador. Logo à ela junta-se uma nova melodia tribal, mas vinda da bateria, e um riff de guitarra à lá tubarão. O palco se ilumina todo, e um momento ímpar se apresenta: uma das bandas mais vitais do rock brasileiro estava lá, em cima do palco, tocando um dos álbuns mais emblemáticos dos anos 80 na íntegra: “Cabeça Dinossauro”.

Não que os Titãs dependam do álbum. Sua extensa carreira (que completa 30 anos em 2012) alternou bons e maus momentos, mas a banda sempre esteve nos holofotes em seus melhores. O grupo, contudo, nunca soou tão visceral, estranho, gosmento e genial como em seu terceiro álbum de estúdio, de 1986. O álbum é praticamente uma coletânea, e quem nunca o ouviu na íntegra, de forma alguma se sentiu perdido quando os acordes de “AAUU”, “Polícia”, “Bichos Escrotos”, “Família” e “Homem Primata” ecoaram. Mesmo faixas mais underground, como “Dívidas”, (a genial) “Estado Violência”, “Igreja” e “Porrada” foram cantadas com entusiasmo por um público vislumbrado e enlouquecido. Em tempos que só bandas estrangeiras tocam no Ipod de tantas pessoas e de alienação da nossa história e memória musical, é bom saber que a banda ainda consegue mover tantas pessoas.

Os Titãs comemoram seus 30 anos, e a todo momento seus integrantes remanescentes (Paulo Miklos, Branco Mello, Tony Belotto e Sérgio Britto) lembravam o público disso, talvez pelo fascínio de verem tantos fiéis seguidores diante de ti. “O pulso ainda pulsa”, como diria Arnaldo Antunes, presença essa sentida quando “O Pulso” e  “O Quê” deram as caras (em versões cantadas com muita competência por Branco e Paulo, respectivamente). Nando Reis também foi lembrado com “Família” e “Marvim”, embora ainda penso que essas canções são tão a cara de Nando que, sem ele, soam como covers.

Outra agradável surpresa: após alguns períodos mornos com canções razoáveis, enfim os Titãs voltaram a apresentar um show de rock, pesado e envolvente, e o novo material apresentado agradou muito. Confesso que minha reação com a banda tinha dado uma esfriada até o Rock In Rio do ano passado, quando a performance em conjunto com a banda portuguesa “Xutos e Pontapés” me fez vibrar como uma criança a cada número. Entre números antigos, novos, clássicos hits e canções escondidas do vasto baú da banda, o show não deixou ninguém descansar até o seu final. Aliás, poucas bandas soam tão perigosas quando estão na sombra, com um jogo de luzes atrás e com uma batida tribal na bateria. Os Titãs deixaram o palco de Brasília prometendo voltar em setembro. Na próxima vez, levarei uma câmera.

Set-list

Álbum – Cabeça Dinossauro (1986)

– Cabeça Dinossauro
– AAUU
– Igreja
– Polícia
– Estado Violência
– A Face do Destruidor
– Porrada
– Tô Cansado
– Bichos Escrotos
– Família
– Homem Primata
– Dívidas
– O Quê
—–
– A Verdadeira Mary Poppins
– Amor Por Dinheiro
– Nem Sempre Se Pode Ser Deus
– Aluga-se (cover de Raul Seixas)
– Diversão
– Vossa Excelência
– Televisão
– A Melhor Banda de Todo os Tempos da Última Semana
– O Pulso
– Fala, Renata!
– Será Que É Isso Que Necessito?
– Lugar Nenhum
——————
– Flores
– Sonífera Ilha
—————–
– Marvim

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s