Nickelback – Here And Now (2011)

Em 1986, em artigo publicado no Jornal do Brasil, o jornalista Hermano Vianna expressa a sua incredulidade com o movimento musical da década de 80, definido por ele como um período de pouca criatividade, com bandas insossas que não durariam até a próxima estação. Quase 30 anos depois, vemos a década de 80 como uma dos períodos mais vigorosos da música, com grandes nomes se tornando referências em diversos estilos.

O artigo parece mostrar o fenômeno de idealização de um passado superior a um presente decadente, pensamento que é regra em todas as instâncias humanas, incluindo a música. Se a sensação dos dias de hoje é de decadência, Vianna via a decadência na sua época, os anos 70 também a viram na rebeldia punk, os anos 60 a viram na promiscuidade das letras e do estilo de vida dos Stones, os anos 50 a viram no movimento das pernas de Elvis Presley. A música de hoje não é pior ou melhor, ela é o que é. O que parece ser “moda” hoje pode virar referência daqui a alguns anos.

Essas reflexões parecem ser interessantes para analisar uma das poucas bandas  de rock que ainda conseguem vender discos nos dias de hoje, e que é alvo de fascínio e desprezo pelo seu trabalho assumidamente comercial.

Here And Now, lançado em dezembro do ano passado, é o mais recente da banda canadense Nickelback. Têm sido apontado por diversos críticos como melhor que seu antecessor (“Dark Horse”, 2008) por procurar a sonoridade de seu maior sucesso, “All The Right Reasons” (2005). Eu penso justamente o contrário. Aqui a banda soa melhor exatamente porque aqui ela se mostra menos pretensiosa, menos preocupada em repetir o sucesso daquele álbum.

Não que essa despretensão resulte no abandono da fórmula pop que o Nickelback têm se entregado há 9 anos. O álbum é recheado das baladas típicas da banda. Mas se “I’d Come For You” do álbum anterior parecia uma pálida irmã de “Far Away”, “When We Stand Together” é ritmada por uma percussão que evoca a imagem de um lual com amigos. “Lullaby” possui uma bonita linha de piano, pela qual o resto da canção é construída. Existe o formato quadradinho da fórmula pop, mas têm-se a impressão de que a banda está tocando de chinelos.

O lado pesado inclui algumas das melhores canções da banda. “This Means War” segue a linha da canção que abria o disco anterior (“Something In Your Mouth”), com riffs rápidos e pesados dando contornos a uma letra agressiva. “Bottoms Up” têm se tornado uma fã-favorite desde que saiu, sendo ovacionada nos shows da banda. “Gotta Get Me Some” possui uma linha mais ritmada, cadenciada, dando corpo a um relato de fascínio por uma ex-namorada de um amigo. “Kiss It Goodbye” lembra bastante algumas canções de nu-metal do começo da década passada, com seu vocal alternando-se entre o rasgado e o tom baixo.

No caráter das letras, “Here And Now” é o primeiro álbum desde “All The Right Reasons” a não ter alguma letra explícita sobre sexo ou algum tema sombrio (estupro, drogas, violência doméstica). Pessoalmente acho uma pena, visto que penso eu ser uma das maiores vantagens da banda poder chocar com versos como “cause you look so much cooler with something in your mouth” ou “I’m terrified that she’d wind up dead in his hands… She’s just a woman…”, destruindo a ilusão de banda de “baladinhas”.

Por fim, o grande problema desse álbum é bastante semelhante aos de quase toda a discografia da banda. As primeiras canções carregam um fôlego que se desvanece na medida em que o álbum avança, dando margem a, com algumas exceções, baladas enfadonhas e rocks sem inspiração. Alguns podem afirmar que esse problema se dá pelo desgaste da fórmula. Outros mais críticos questionam a real qualidade da banda. Mas “Here And Now” serve exatamente para provar que a banda não tem interesse algum em responder a essas questões, preocupando-se apenas em lançar singles radiofônicos e canções pesadas.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s